Home / Notícias / Especial KBEE 2014: VIXX se encanta com o Brasil e garante “Nós voltaremos!”

Especial KBEE 2014: VIXX se encanta com o Brasil e garante “Nós voltaremos!” 1

VIXX 1

O grupo embaixador da Korea Brand & Entertainment Expo 2014 veio ao Brasil com apenas quatro de seus integrantes e compensou a ausência esbanjando carisma ao público local. Foto: Cinthya Tognini

Após a nomeação do grupo sul-coreano, VIXX, como um dos embaixadores do KBEE 2014 – ao lado do sênior de sua agência, o ator Seo InGuk – ao final de julho deste ano, a cena brasileira de K-Pop (e dos amantes da cultura coreana em geral) se animava mais uma vez com a possibilidade de receber um representante da onda Hallyu no país.

Anunciado que o VIXX seria uma das atrações principais da feira de negócios, foi uma surpresa saber de última hora que apenas quatro integrantes aterrissaram no país: Ken e HongBin voltaram à Coreia do Sul direto de Los Angeles (EUA), onde o VIXX fez parte do line-up do KCON – o maior evento das Américas para fãs de K-Pop.

(da esq. para a dir.) Hyuk, Leo, N e Ravi respondem as perguntas da imprensa. Foto: Cinthya Tognini

(da esq. para a dir.) Hyuk, Leo, N e Ravi respondem as perguntas da imprensa. Foto: Cinthya Tognini

Antes de aparecer, oficialmente, sob os holofotes do pavilhão do World Trade Center São Paulo que abrigou os três dias de evento, os idols Leo (23), Ravi (21), Hyuk (19) e N (24) receberam alguns representantes da mídia especializada para uma coletiva de imprensa intimista. Mantendo o ambiente descontraído, o quarteto deixou o cansaço pela agenda lotada de lado e falou brevemente sobre as impressões do Brasil, música e carreira.

Sobre estar na maior metrópole do país, o grupo falou de sua vontade em passear pela Avenida Paulista (local que abriga importantes centros comerciais, culinária internacional variada e intensa vida noturna) e ao pedir sugestões do nosso cardápio típico, o líder N pareceu interessado em provar a famosa feijoada, enquanto Ravi já mostrava-se conhecedor do que se tratava o drink-orgulho-nacional, a Caipirinha (em meio a risadas dos presentes na sala).  Dentro do papo musical, conseguimos uma boa notícia aos Starlights – nome oficial do fandom do VIXX – ao questionar se o jovem rapper já se sentia pronto para produzir um álbum completo de seu grupo: “já estamos preparando surpresas para o próximo comeback”, garante Ravi.

Embaixadores do KBEE 2014, VIXX entrega as doações para as representantes da Associação Lua Nova. Foto: Cinthya Tognini

Embaixadores do KBEE 2014, VIXX entrega as doações para as representantes da Associação Lua Nova. Foto: Cinthya Tognini

Após cumprir seu papel como embaixador da feira na cerimônia de abertura e entregar cheques representativos com doações de empresas e artistas sul-coreanos as ONGs beneficiadas pelo KOTRA, era vez do VIXX justificar o título: trazendo ao palco dois dançarinos mascarados, o quarteto apresentou as coreografias complexas que os ajudaram a ganhar notoriedade e o apelido “fantasy-dol” (‘ídolos de fantasia’, em tradução livre) entre os inúmeros grupos de K-Pop na atualidade. O pequeno repertório trouxe os hits VooDoo Doll e Eternity, última música de trabalho, além da contagiante Light Up The Darkness e On and On  – preferida do próprio grupo – que fechou a performance impecavelmente.

Destacando-se na Expo Korea após a breve demonstração de seu talento, aos fãs do VIXX que adorariam prestigiar também o show completo do grupo, o líder N deixa um recado “se vocês nos esperarem, nós voltaremos novamente”.

Acompanhe abaixo a transcrição completa da “Coletiva de Imprensa” do VIXX no KBEE 2014 e não deixe de conferir as fotos do VIXX no evento, nas galerias de nossa página oficial do Facebook.

(da esq. para a dir.) Hyuk, Leo e N. Fotos: Cinthya Tognini

(da esq. para a dir.) Hyuk, Leo e N. Fotos: Cinthya Tognini

 Q. Vocês estão em quatro, de um grupo de seis integrantes. Onde estão Ken e HongBin?

N: Eles precisaram cumprir o schedule (agenda) lá na Coréia, e infelizmente não puderam estar conosco no Brasil.

Q. Vocês acabaram de participar do KCON, o maior evento de K-Pop das Américas. Como foi essa experiência?

N: Esta foi a segunda vez que fomos ao KCON, nos divertimos muito e muitas pessoas estavam lá por nós e prestigiando o evento.

Q. Vocês são os embaixadores desse evento (KBEE 2014). Exceto o K-Pop, o que vocês gostariam de passar sobre a cultura coreana aos brasileiros?

N: Como nós fomos nomeados embaixadores do KBEE, nós queremos divulgar a Cultura Coreana em geral.

RAVI: Como é a nossa primeira vez na América Latina, acho que além do K-Pop e dos Dramas, também devemos mostrar casas/palácios tradicionais, além da culinária coreana e outras coisas. Acho que isso seria muito interessante.

Q. Vocês estão no Brasil a pouco tempo. O que vocês querem conhecer de nosso país?

N: Ainda não conseguimos ver muito, mas fiquei sabendo que agora é inverno aqui no Brasil e mesmo assim o tempo está quentinho, então gostaria de poderia de sair na rua e visitar os lugares.

Q. Tem alguma outra cidade ou estado que gostariam conhecer do Brasil?

Hyuk: Eu já fui pro Amazonas com o programa Laws of the Jungle! E gostei bastante!

Q. Vocês já experimentaram a comida brasileira?

N: Nós já fomos a um restaurante brasileiro e estava tudo muito gostoso, mas se vocês tiverem alguma indicação de comida, nós iremos procurar!

Jornalista: Experimentaram o Pão-de-Queijo?

N: Sim! Nós gostamos muito e era bem molinho. Tem algum outro prato famoso que devemos experimentar?

Jornalistas: Feijoada!

N: Ah! Feijoada! (risos) e bebida?

Jornalistas: Caipirinha!

Ravi: Yeah! (risos)

SIG: É muito forte, tomem cuidado!

N: (risos) Sim! (diz ao Ravi) É muito forte!

Ravi: Tomaremos cuidado, obrigado (em português). (risos)

Ravi ouve atentamente a pergunta do SarangInGayo sobre seu futuro como produtor musical. Foto: Cinthya Tognini

Ravi ouve atentamente a pergunta do SarangInGayo sobre seu futuro como produtor musical. Foto: Cinthya Tognini

SIG: Temos uma pergunta especialmente para o Ravi-ssi.

Ravi: Ah, sim!

 SIG: Ravi, você sempre demonstrou interesse em compor e produzir músicas, incluindo algumas de suas faixas nos últimos álbuns do VIXX. Você acha que está pronto para ser o responsável por um álbum completo do grupo, como produtor e compositor de todas as faixas?

Ravi: Sim! Eu continuo a compor e em breve sairá algo que todos poderão se divertir e aproveitar.

 SIG: Se pudessem escolher, dentro de sua própria discografia, uma canção que defina o VIXX, qual seria e por quê?

N: Acho que todos nós pensamos que seria “On and On”. Porque faz parte do álbum com o conceito que mais queríamos mostrar (vampiro) e foi quando as pessoas começaram a conhecer e notar o VIXX.

 Q. Sobre a última música de trabalho, “Eternity”, a letra conta sobre um amor prestes a se acabar. Se vocês estivessem nessa situação, o que cada um de vocês faria para reconquistar o amor da garota que vocês gostam?

Ravi: Eu desisto. (risos)

N: Eu acho que não deixaria esse amor ir embora desde o começo. Eu não vou dar motivos para largar deste amor.

Leo: Vou fazer de tudo para não sair do coração dela.

Hyuk: Vou fazer de tudo, mas se for da vontade sincera dela de ir embora, vou deixá-la ir.

Ravi: Eu quero mudar minha resposta para essa também. (risos) Podem apagar a minha resposta? (risos)

(da esq. para a dir.) Leo, N e Ravi. Foto: Cinthya Tognini

(da esq. para a dir.) Leo, N e Ravi. Foto: Cinthya Tognini

Q. Aqui no Brasil muitos grupos já apresentaram covers de dança com as músicas de vocês. Como vocês se sentem com isso?

N: Bom, nós sempre vemos os covers pelo Youtube. Nós acompanhamos e já vimos um cover dançar também na nossa frente em outro país, quando fomos jurados de um concurso de cover. Então ficamos muito agradecidos por este amor que mostram fazendo cover do VIXX.

 Q. Ao Hyuk: não é sua primeira vez no Brasil. Como foi sua experiência ao gravar o programa “Laws of the Jungle”, no começo desse ano?

Hyuk: Bom na verdade, eu conversei antes com os outros membros mais velhos porque fiquei muito preocupado com a nossa agenda, mas acabei vindo ao Brasil. gostando e achando tudo muito interessante, principalmente Lençóis (Maranhenses).  Depois fomos para (a cidade de) Bonito e a natureza era tão calma que me fazia refletir. Uma coisa que eu gostaria muito de falar é que só ouvia sobre as coisas bonitas do Brasil, mas eu presenciei isso e tive a certeza que é realmente tudo muito lindo. Também pude conhecer as pessoas e ver o sorriso e a felicidade delas.

 SIG e GOF: Nós temos uma coluna de moda em nosso site, inclusive fizemos recentemente um tutorial de maquiagem inspirado na música “Eternity”. Dentro desse assunto, nós queremos saber na opinião de vocês: quem é o maior fashionista dentro do grupo?

N: Ravi! (bate nos ombros de Ravi em meio a risos de todo o grupo).

SIG: Ravi, já que te escolherem ao posto de fashionista, qual estilo de roupa te agrada mais na hora de se vestir fora dos palcos?

Ravi: Eu visto de tudo, mas eu tenho muita preferência para o estilo Hip-Hop. Então gosto bastante de vestir este estilo.

SIG: Marcas de Street Fashion?

Ravi: Yeah!

N: (risos)

VIXX, como Embaixadores na cerimônia de abertura do KBEE 2014, junto com o representante do KOTRA (13/08). Foto: Cinthya Tognini

VIXX, como Embaixadores na cerimônia de abertura do KBEE 2014, junto com o representante do KOTRA (13/08). Foto: Cinthya Tognini

Q. O que vocês acham dessa explosão do K-Pop no mundo, especialmente no Brasil?

N: Primeiramente nós ficamos muito agradecidos aos sunbaes (seniores) que abriram o caminho para a Onda Hallyu, e por isso nós podemos conhecer nossos fãs fora da Coreia . Isso é muito bom. Fico pensando que é por causa da Hallyu que pudemos vir até o Brasil.

Q. Quais sunbaes (seniores) que inspiram vocês?

N: Acredito que (a maior inspiração) tenha sido o BIG BANG-sunbaenim (veteranos), eles que continuam a representar bem a Onda Hallyu e também porque pessoalmente gostamos muito deles (risos).

Q. Ao N: você já foi nomeado pela TV coreana como um dos melhores dançarinos da atualidade. O que é a dança para você e como você treina para chegar nesse ponto?

N: Primeiro nós ficamos muito emocionados, até choramos todos juntos. O sentimento de agradecimento foi muito grande, pois pensamos que tenha sido um presente dos fãs. Mesmo após dois anos de treino e estreia, o agradecimento ainda é muito grande. **Por um mal entendido ao traduzirem a pergunta para o coreano, N se referiu ao primeiro lugar em um programa musical que o grupo como um todo ganhou pela primeira vez este ano**

Q. Vocês foram os primeiros artistas sul-coreanos a aparecer na TV aberta brasileira (Agora É Tarde, do Rafinha Bastos). Como foi a experiência?

N: Bom, primeiramente, foi um programa muito divertido de participar, a energia estava muito boa. E nós treinamos bastante para ir até lá, como nos apresentar (em português), mas não pudemos falar muita coisa e isso foi uma pena.  Mas foi muito divertido e nós aproveitamos. Então, na próxima, iremos treinar mais ainda e falar mais nos programas.

Leo (em foco) ouve atentamente o mais novo, Hyuk, contar sua experiência no Amazonas. Foto: Cinthya Tognini

Leo (em foco) ouve atentamente o mais novo, Hyuk, contar sua experiência no Amazonas. Foto: Cinthya Tognini

 SIG e ALL FOR VIXX: Nesse ano dois de vocês (N e HongBin) estrearam com papéis em Dramas. Vocês pretendem seguir os passos do Seo InGuk, seu sunbae (sênior) e seguir carreira como atores em paralelo a carreira de cantores? No caso do Leo, como foi sua experiência em seu Musical? Você gostaria de seguir esse caminho no futuro?

 Leo: Como integrante desse grupo, para aumentar mais a força do VIXX, eu trabalharia arduamente para fazer qualquer papel seja em dramas ou musicais.Trabalhar duro em outros campos é válido para ajudar o VIXX.

 Q. Vocês vieram de tão longe e fizeram uma viagem tão cansativa. O que fazem no avião para se distrair?

N: Nós treinamos sempre a nossa apresentação/cumprimento. “Olá-galkeio?” (olagalkeio significa “vou subir”, N brinca com as palavras). A língua é muito difícil, então nós aprendemos o cumprimento antes “Olá-Olá-Olá-galkeio?”. Nós treinamos de tudo um pouco, como: ” Eu sou o líder N” (em português).

SIG: Isso! (sinal de positivo)

N: Isso! (risos)

Os Embaixadores do KBEE 2014, VIXX (exceto Ken e HongBin). Foto: Cinthya Tognini

Os Embaixadores do KBEE 2014, VIXX (exceto Ken e HongBin). Foto: Cinthya Tognini

 SIG: Esse é um grupo que não tem medo de arriscar nos conceitos que faz e sempre retorna com conceitos muitos fortes. Existe algum gênero musical ou ritmo que vocês gostariam de experimentar no futuro? E vocês conseguem se definir em um único estilo musical?

Ravi: As pessoas esperam sempre por um conceito diferente do VIXX e isso é muito bom, mas mais do que chegar a algum conceito fixo, nós queremos fazer algo que divirta e que as pessoas gostem. Este é o estilo do VIXX: fazer algo que todos gostem.

SIG: Vocês poderiam deixar uma mensagem aos Starlights brasileiros, para finalizar?

N: Bom, é por causa dos fãs brasileiros que gostam de nós que recebemos esta oportunidade tão boa de vir ao Brasil, e agradecemos por terem vindo até aqui nos prestigiar. E por sempre estarem cuidando de nós, ouvindo e nos vendo, se vocês nos esperarem, nós voltaremos novamente.  Muito obrigado, de coração!

SIG: Bem-vindos ao Brasil!

Os integrantes do VIXX interagem com os fãs escolhidos para participar do fansign (14/08). Foto: Cinthya Tognini

Os integrantes do VIXX interagem com os fãs escolhidos para participar do fansign (14/08). Foto: Cinthya Tognini

 O VIXX ainda compareceu a feira de negócios pelo segundo dia consecutivo de evento (14/08), para uma rápida sessão de autógrafos com pouco mais de 200 fãs, selecionados previamente através de inscrição online no site do KOTRA e sorteio entre leitores do SarangInGayo – uma das mídias oficiais da Expo – e outros veículos locais.

ASSISTA O VIXX NO KBEE 2014 NO ESPECIAL DA SIG TV!

**Agradecimentos especiais a equipe do ALL FOR VIXX pela parceria na produção de conteúdo durante a passagem do VIXX no Brasil e aos assessores da Versátil Comunicação pela colaboração durante o evento**

Transcrição (coreano/português): Natália Pak
Texto: Érica Imenes
Por favor, não retirar do SarangInGayo sem os devido créditos.

Comments are closed.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites