Home / Cultura Coreana / Sem tabu: Coreanos ‘modernos’ investem em segundo casamento

Sem tabu: Coreanos ‘modernos’ investem em segundo casamento 0

Foto: NY Times

Foto: NY Times

Como as pessoas encontram seus futuros pares? Não importa quantas vezes essa pergunta seja feita, é muito difícil respondê-la com absoluta certeza. Contudo, quando a mesma pergunta é feita na Coreia do Sul, ouve-se respostas que vão desde encontros às cegas (em clubes universitários), até agências de encontros/casamento, que estão presentes no país ha mais de 20 anos.

Na Coreia, onde muitos jovens se conhecem através de encontros às cegas, não há nada de estranho em uma terceira pessoa marcar um encontro para outras duas. E também, nesta cultura, gastar um bom dinheiro nisso é válido, na esperança de encontrar o cônjuge perfeito.

O mesmo vale para aqueles que estão planejando caminhar ao altar pela segunda ou terceira vez. “Na verdade, as pessoas que estão buscando um novo casamento usam o nosso serviço mais do que os outros“, disse um funcionário da Duo, uma das agências de encontros de alto nível na Coreia. “Porque é mais difícil encontrar um parceiro em potencial em um ambiente privado, especialmente para um novo casamento. Além disso, os clientes têm uma ideia mais clara do que eles querem em um futuro cônjuge, porque eles aprenderam com suas experiências passadas. Eles não querem cometer os mesmos erros de novo “, acrescentou.

O divórcio, apesar de ser um forte tabu social na Coreia do Sul, tem aumentado rapidamente nos últimos anos, com 1 em cada 3 casais se divorciando no ano passado. Com a taxa de divórcio crescente, o número de pessoas divorciadas que se casam novamente aumentou também, sendo 21% do total dos casamentos no ano passado – incluindo se é somente um lado ou ambos que se casam novamente – de acordo com a Statistics Korea.

Encontro em grupo da Agência Duos. Foto: Korea Herald

Encontro em grupo da Agência Duos. Foto: Korea Herald

Esta tendência nacional se reflete na composição dos clientes das agências de encontros/casamento. 20% dos clientes da Gayeon, outra agência de encontros de alto nível, quer se casar de novo, enquanto que na Duo, 14,5% dos seus 28.500 membros são clientes que procuram a mesma coisa. Essas empresas têm o seu próprio departamento exclusivo para novos casamentos. “É lógico que as duas pessoas têm de se apaixonar, isso é universal“, disse o gerente da Duo. “Mas a principal diferença é que as pessoas que querem um novo casamento são mais maduras e estão dispostas a pagar mais para encontrar a pessoa certa.”

A idade média para o novo casamento, em 2013, foi de 46,9 anos para os homens e 42,5 anos para as mulheres. Geralmente, dez anos depois do primeiro casamento, de acordo com o Statistics Korea. Os preços dos serviços das agências giram em torno de 1 à 2 milhões de won (R$ 3 à R$ 4 mil), para um pacote básico que propicia cinco encontros. O preço pode subir se o cliente quiser adicionar mais encontros ou conversar com consultores especializados.

Algumas agências se especializaram em grupos-alvo de clientes. Há agências que só atendem os ricos e famosos. A associação à essas agências é feita somente através de contato pessoal, o que requer que o pretendente preencha certos “requisitos”, tais como pais com um nível de rendimento elevado, heranças, um bom emprego, etc.

Não é fácil encontrar um parceiro de vida. E fica-se mais exigente/é mais difícil se for pela segunda vez. Nem todos os encontros organizados por agências de encontros/casamento levam necessariamente ao sucesso. Mas, pelo menos, pode-se aprender sobre si mesmo conhecendo pessoas diferentes.

Fonte: Korea Herald
Por favor, não retire do SarangInGayo sem os devidos créditos.

Comments are closed.

Theme developed by TouchSize - Premium WordPress Themes and Websites