Co-autoras do #LivroKPop explicam o fenômeno da música coreana para TV UOL

(dir. para esq.) Natália Pak (fundadora), Érica Imenes (editora) e Babi Dewet (colunista) do SarangInGayo, para a TV UOL. Foto: Divulgação (Giulia Camargo / Editora Gutenberg)
Aproveitando o ‘boom’ causado pela passagem do Bangtan Boys (BTS) pelo Brasil, Babi Dewet, Natália Pak e Érica Imenes resumem o estilo de vida do K-Pop, em reportagem especial 

 

A semana começou cheia para os fãs de K-Pop! Aproveitando toda a euforia causada pelos shows do BTS na capital paulista, o portal de notícias UOL gravou uma matéria especial a respeito do gênero musical, que se tornou (e cresce a cada dia) fenômeno mundial.

As co-autoras do “Livro K-Pop” – apelido carinhoso para a 1ª obra literária sobre K-Pop no Brasil, ainda sem nome definido – Babi Dewet (escritora, apresentadora e #ColunistaSIG), Natália Pak (fundadora do SarangInGayo) e Érica Imenes (editora-chefe do SarangInGayo e produtora cultural) explicam o apelo do K-Pop para os fãs brasileiros, apesar da diferença cultural e linguística.

Confira “Como um jovem brasileiro vive o k-pop e a cultura coreana por aqui”:

Como um jovem brasileiro vive o k-pop e a cultura coreana por aqui http://bit.ly/2nKfhGk

Posted by UOL on Monday, March 20, 2017

 

O livro, confirmado para sair pela Editora Gutenberg, será lançado ainda no primeiro semestre de 2017, com conteúdo exclusivo de entrevistas, panorama histórico da Coreia do Sul e da Onda Hallyu, páginas de interação com leitor e mais.

Post Author: Erica Imenes

Érica Imenes ('89 line), São Paulo. Formada em Produção Audiovisual e formanda em Jornalismo trabalha com eventos, comunicação e artes ha 10 anos. É a metade criativa da coluna de Moda e Comportamento do SarangInGayo, Girls On Fiction, faz freelas de Make-Up Artist desde 2011 e também co-produz o novo canal de comunicação do site, o SIG TV. Considera impossível amor sem café e chocolate, e é fã assumida de 2NE1, BEAST e BTS. Junto a família SarangInGayo, Érica pretende trabalhar duro em prol da disseminação da cultura sul-coreana no Brasil e espalhar o espírito "fighting" da Onda Hallyu no país.